Diferença salarial entre homens e mulheres pode chegar a 23%

Um levantamento realizado recentemente pela empresa Idados analisou funções e carreiras com base nas profissões de medicina, engenharia e direito, as mais procuradas no país. Foi constatado que os salários pagos aos homens chegam a ser 23% superiores que os pagos às mulheres que desempenham as mesmas funções. O Palavra é Delas conversou com Thais Barcellos, pesquisadora do Idados para entender melhor esse assunto e detalhes do estudo.