Igualdade das mulheres na política pode levar mais de um século

O programa aborda a presença das mulheres nas eleições e o sistema de cotas que visa garantir a presença feminina em cargos eletivos e nos espaços públicos. A partir de janeiro de 2017, no Rio Grande do Sul, 86%  das cadeiras nas câmaras de vereadores serão ocupadas por homens. Nas prefeituras, a diferença é ainda maior, com apenas 6% de mulheres eleitas para o executivo. Para falar sobre esse assunto, conversamos com Rita Gattiboni, auditora pública externa do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul, no serviço regional de Santo Ângelo.